Artigo Original
Jogos de futebol impróprios para cardíacos (HeartAtaque trial) – Estudo piloto prospetivo
Are soccer matches dangerous for patients with heart disease? The HeartAtaque trial – a prospective pilot study
José Luís Martinsa,, , Tiago Adregaa, Luís Santosa, Vera Afreixob, Jesus Vianaa, José Santosa
a Serviço de Cardiologia, Centro Hospitalar Baixo Vouga, Aveiro, Portugal
b Departamento de Matemática, Universidade de Aveiro, Aveiro, Portugal
Recebido 30 Maio 2017, Aceitaram 24 Setembro 2017
Relacionado:
Rev Port Cardiol 2018;37:655-6
Resumo
Introdução

Fatores comportamentais e emocionais são desencadeantes de eventos cardiovasculares (ECV). Permanece incerto se espetadores de jogos de futebol, em particular indivíduos com doença arterial coronária (DAC), estão expostos a maior risco de ECV.

Objetivos

Avaliar o efeito da assistência a jogos de futebol em doentes com DAC na incidência de ECV de acordo com o resultado obtido pela equipa de apoio.

Métodos

Avaliados prospetivamente 82 adeptos de futebol do sexo masculino com antecedentes de síndrome coronária aguda, durante 23 jogos de futebol da época 2015/2016. Cada indivíduo foi monitorado com Holter no dia do jogo da sua equipa e em dia controlo em período homólogo à hora do jogo. Avaliado como endpoint primário o composto de morte, acidente vascular cerebral, re‐enfarte, angor ou arritmias mantidas. Avaliados ainda como endpoints secundários, episódios de disritmia supraventricular ou ventricular não mantida e frequência cardíaca média.

Resultados

A idade média foi 61 ± 10 anos. Comparado com o dia controlo, apesar do aumento significativo da frequência cardíaca na hora de jogo (p < 0,001) que foi independente do resultado (p > 0,97), o número de eventos cardiovasculares não foi diferente tendo em conta o resultado (p > 0,05). Também o número de episódios de disritmia supraventricular e ventricular não mantida não foi diferente estratificando de acordo com o resultado (p > 0,05).

Conclusão

O resultado do jogo não se associou a diferente incidência de eventos cardiovasculares em doentes com substrato isquémico e arrítmico por antecedentes de DAC que assistiram a jogos de futebol na televisão.

Abstract
Introduction

Behavioral and emotional factors are triggers of cardiovascular events (CVEs). It is uncertain whether soccer fans, particularly individuals with coronary artery disease (CAD), are at increased risk for CVEs.

Objectives

To assess the effect of watching soccer matches in patients with known CAD on the incidence of CVEs according to the match result.

Methods

We prospectively assessed 82 male soccer fans with a history of acute coronary syndrome during 23 matches of the 2015/2016 season. Each individual was assessed by Holter monitoring on the day of their team's match and on the control day. The primary endpoint was the composite of death, stroke, reinfarction, angina or sustained arrhythmia. Secondary endpoints assessed were episodes of non‐sustained supraventricular or ventricular arrhythmia and mean heart rate (HR).

Results

Participants’ mean age was 61±10 years. Compared with the control day, despite a significant increase in HR (p<0.001) that was independent of the result (p>0.97), the number of CVEs did not differ according to the result (p>0.05). Moreover, the number of non‐sustained episodes of supraventricular and ventricular arrhythmia did not differ when stratified according to the match result (p>0.05).

Conclusions

The match result was not associated with a difference in incidence of CVEs in patients with a past history of CAD, with ischemic and arrhythmic substrate, who watched soccer matches on television.

Palavras‐chave
Eventos cardiovasculares, Futebol, Stresse
Keywords
Cardiovascular events, Soccer, Stress

Métricas

  • Impact Factor: 0,827(2017)
  • 5-years Impact Factor: 0,775
  • SCImago Journal Rank (SJR):0,267
  • Source Normalized Impact per Paper (SNIP):0,419