Perspectives in Cardiology
Mandatory criteria for cardiac rehabilitation programs: 2018 guidelines from the Portuguese Society of Cardiology
Critérios mandatórios para programas de reabilitação cardíaca: normas da Sociedade Portuguesa de Cardiologia 2018
Ana Abreua,b,, , Miguel Mendesc,d, Hélder Dorese, Conceição Silveirae, Paulo Fontesf, Madalena Teixeirag, Helena Santa Clarah, João Moraisi
a Hospital de Santa Marta, Centro Hospitalar Lisboa Central, Lisboa, Portugal
b Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, Centro Cardiovascular da Universidade de Lisboa, Lisboa, Portugal
c Hospital de Santa Cruz, Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, Lisboa, Portugal
d Faculdade de Ciências Médicas/Nova Medical School, Lisboa, Portugal
e Hospital das Forças Armadas, Lisboa, Portugal
f Hospital de Vila Real, Vila Real, Portugal
g Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho, Vila Nova de Gaia, Portugal
h Faculdade de Motricidade Humana, Centro Interdisciplinar de Estudo da Performance Humana, Universidade de Lisboa, Lisboa, Portugal
i Centro Hospitalar de Leiria, Leiria, Portugal
Received 16 January 2018, Accepted 18 February 2018
Abstract

Cardiac rehabilitation (CR) is a multidisciplinary process for patients recovering after an acute cardiac event or with chronic cardiovascular disease that reduces mortality and morbidity and improves quality of life. It is considered a cost-effective intervention and is expressly indicated in the guidelines of the major medical societies.

In Portugal, only 8% of patients discharged from hospital after myocardial infarction are included in CR programs. In Europe overall, the percentage admitted to CR programs is 30%, while in the USA it is 20-30%.

In view of the underuse of CR in Portugal, we call the attention of the health authorities to the need to increase the number and national coverage of CR programs, while maintaining high quality standards. The aim is for all patients resident in Portugal who are eligible for CR programs to have the same opportunities for access and attendance.

In order to preserve the benefits and safety of this intervention, CR needs to be performed according to international guidelines. The fact that various initiatives in this field have been developed by different professional groups, some of them non-medical, that do not follow the European guidelines, has prompted us to prepare a series of norms defining mandatory criteria for CR, based on current knowledge and evidence. In this way we aim to ensure that the required increase in the number of CR programs, linked in a national network of CR centers, does not detract from the need to maintain their efficacy and quality. These criteria should serve as the basis for the future accreditation of CR centers in Portugal.

Resumo

A reabilitação cardíaca é um processo multidisciplinar de recuperação do doente após evento cardiovascular agudo ou com doença cardíaca crónica, que conduz à redução da mortalidade e morbilidade e melhoria da qualidade de vida. Considera-se uma intervenção custo-eficaz com indicação formal expressa em recomendações das mais importantes sociedades científicas internacionais.

Em Portugal, apenas 8% dos doentes com alta hospitalar após enfarte são incluídos em programas de reabilitação cardíaca. Na Europa, a percentagem de admissão nesses programas é em média de 30%, enquanto nos Estados Unidos da América esse percentual se situa entre 20-30%.

Pela subutilização franca da reabilitação cardíaca em Portugal, chamamos a atenção das autoridades de saúde para a necessidade de aumentar o número e a distribuição dos programas de reabilitação cardíaca no território nacional e manter padrões de elevada qualidade. Pretende-se que todos os doentes residentes em Portugal elegíveis para programa de reabilitação cardíaca possam ter idênticas condições de acesso e atendimento relativamente aos programas.

Para que os benefícios e a segurança dessa intervenção sejam salvaguardados, implica que o programa de reabilitação cardíaca seja aplicado como é preconizado nas diretrizes internacionais. A existência de várias iniciativas por parte de diferentes grupos profissionais, inclusive não médicos, com pretensão de intervir nesse campo, sem respeito pelas recomendações formais europeias, levou à elaboração de um conjunto de normas que definem os critérios mandatórios para a reabilitação cardíaca, com base no conhecimento e na evidência científica atual. Pretendemos dessa forma garantir que o necessário aumento do número de programas de reabilitação cardíaca não seja dissociado da necessária eficiência e qualidade dos mesmos, articulados numa rede nacional de centros de reabilitação cardíaca. Esses critérios deverão servir de base à futura e necessária acreditação dos Centros de Reabilitação Cardíaca em Portugal.

Keywords
Norms, Guidelines, Cardiac rehabilitation programs, Portuguese Society of Cardiology
Palavras-chave
Normas, Recomendações, Programas de Reabilitação Cardíaca, Sociedade Portuguesa de Cardiologia

Metrics

  • Impact Factor: 1.195(2016)
  • SCImago Journal Rank (SJR):0,267
  • Source Normalized Impact per Paper (SNIP):0,419