Original Article
Is the PARADIGM-HF cohort representative of the real-world heart failure patient population?
Será a coorte do PARADIGM-HF representativa da população do mundo real de doentes com insuficiência cardíaca?
Gustavo Rodrigues, , António Tralhão, Carlos Aguiar, Pedro Freitas, António Ventosa, Miguel Mendes
Hospital de Santa Cruz, CHLO, Lisbon, Portugal
Received 13 March 2017, Accepted 29 September 2017
Abstract
Introduction

A new drug with prognostic impact on heart failure, sacubitril/valsartan, has been introduced in current guidelines. However, randomized trial results can be compromised by lack of representativeness. We aimed to assess the representativeness of the PARADIGM-HF trial in a real-world population of patients with heart failure.

Methods

We reviewed the records of 196 outpatients followed in a heart failure clinic between January 2013 and December 2014. After exclusion of 44 patients with preserved ejection fraction, the inclusion and exclusion criteria of the trial were applied.

Results

Of the 152 patients with systolic heart failure, 106 lacked one or more inclusion criteria and 45 had at least one exclusion criterion. Considering only patients with ejection fraction ≤35% (HFrEF) (n=88), 43 patients lacked at least one inclusion criterion and 25 patients had at least one exclusion criterion. Combining the inclusion and exclusion criteria, 24.3% of patients with systolic HF (ejection fraction ≤50%) and 42% of patients with HFrEF would be eligible for the PARADIGM-HF trial.

Conclusion

One in four patients with systolic HF followed in a heart failure outpatient clinic would fulfill the reference study criteria for treatment with the new drug, sacubitril/valsartan.

Resumo
Introdução

Um novo medicamento com impacto prognóstico em doentes com insuficiência cardíaca foi introduzido nas guidelines mais recentes. Contudo, os resultados de estudos aleatorizados podem ser prejudicados pela falta de representatividade. Os autores ambicionam avaliar a representatividade do estudo PARADIGM-HF numa população do mundo real de doentes com insuficiência cardíaca.

Métodos

Foram revistos os registos de 196 pacientes seguidos em consulta dedicada a insuficiência cardíaca de um hospital terciário entre janeiro de 2016 e dezembro de 2014. Após exclusão de 44 doentes com fração de ejeção preservada, os critérios de inclusão e exclusão foram aplicados.

Resultados

Dos 152 doentes com insuficiência cardíaca com disfunção sistólica, 106 não preenchiam um ou mais critérios de inclusão e tinham pelo menos um critério de exclusão. Considerando apenas os doentes com fração de ejeção ≤ 35% (N = 88), 43 doentes não preenchiam pelo menos um critério de inclusão e 25 tinham pelo menos um critério de exclusão. Combinando os critérios de inclusão e exclusão, 24,3% dos doentes com fração de ejeção < 50% e 42% dos doentes com fração de ejeção ventricular esquerda reduzida seriam elegíveis para o estudo PARADIGM-HF.

Conclusão

Um em cada quatro doentes com insuficiência cardíaca sistólica, seguidos em ambulatório na consulta de insuficiência cardíaca, cumpririam os critérios do estudo de referência que levou à aprovação do novo fármaco inibidor dos recetores de angiotensina e da neprilisina.

Keywords
Heart failure, Sacubitril/valsartan, Reduced ejection fraction, Medical therapy
Palavras-chave
Insuficiência cardíaca, Sacubitril-valsartan, Fração de ejeção reduzida, Terapêutica médica

Metrics

  • Impact Factor: 0.827(2017)
  • 5-years Impact Factor: 0,775
  • SCImago Journal Rank (SJR):0,267
  • Source Normalized Impact per Paper (SNIP):0,419