Perspectives in Cardiology
Heart failure in numbers: Estimates for the 21st century in Portugal
Insuficiência cardíaca em números: estimativas para o século XXI em Portugal
Cândida Fonsecaa,c,, , Daniel Brásb, Inês Araújoa,c, Fátima Ceiac
a Unidade de Insuficiência Cardíaca, Serviço de Medicina III e Hospital Dia, Hospital São Francisco Xavier – Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, Lisboa, Portugal
b Departamento Médico, Novartis Farma – Produtos Farmacêuticos SA, Lisboa, Portugal
c NOVA Medical School, Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, Portugal
Received 12 October 2017, Accepted 11 November 2017
Abstract
Introduction and Objective

Heart failure is a major public health problem that affects a large number of individuals and is associated with high mortality and morbidity. This study aims to estimate the probable scenario for HF prevalence and its consequences in the short-, medium- and long-term in Portugal.

Methods

This assessment is based on the EPICA (Epidemiology of Heart Failure and Learning) project, which was designed to estimate the prevalence of chronic heart failure in mainland Portugal in 1998. Estimates of heart failure prevalence were performed for individuals aged over 25 years, distributed by age group and gender, based on data from the 2011 Census by Statistics Portugal.

Results

The expected demographic changes, particularly the marked aging of the population, mean that a large number of Portuguese will likely be affected by this syndrome. Assuming that current clinical practices are maintained, the prevalence of heart failure in mainland Portugal will increase by 30% by 2035 and by 33% by 2060, compared to 2011, resulting in 479921 and 494191 affected individuals, respectively.

Conclusions

In addition to the large number of heart failure patients expected, it is estimated that the hospitalizations and mortality associated with this syndrome will significantly increase its economic impact. Therefore, it is extremely important to raise awareness of this syndrome, as this will favor diagnosis and early referral of patients, facilitating better management of heart failure and helping to decrease the burden it imposes on Portugal.

Resumo
Introdução e objetivos

A insuficiência cardíaca é um problema grave de saúde pública que atinge um elevado número de indivíduos e está associada a mortalidade e morbilidade elevadas. O presente estudo tem como objetivo estimar o cenário provável no que respeita à prevalência de IC em Portugal e respetivas consequências a curto, médio e longo prazo.

Métodos

A presente avaliação tem por base o projeto EPICA (EPidemiologia da Insuficiência Cardíaca e Aprendizagem) desenhado para obter estimativas de prevalência de insuficiência cardíaca crónica em Portugal continental, em 1998. Foram feitas estimativas de prevalência de insuficiência cardíaca, para indivíduos com idade superior a 25 anos, distribuídos por faixa etária e por sexo, recorreu-se aos dados do Censo 2011, desenvolvido pelo Instituto Nacional de Estatística.

Resultados

Baseados nas alterações demográficas esperadas, associadas a um envelhecimento marcado da população, iremos encontrar um número muito elevado de portugueses afetados por essa síndrome. Assumindo a manutenção das práticas clínicas atuais, estima-se que a prevalência de insuficiência cardíaca em Portugal continental aumente em cerca de 30% em 2035 e 33% em 2060, relativamente a 2011, com um número de 479921 e 494191 indivíduos afetados para 2035 e 2060, respetivamente.

Conclusões

Para além do elevado número de doentes esperado, estima-se que as hospitalizações e a mortalidade associadas à síndrome aumentem significativamente o impacto económico da IC. Nesse sentido, revela-se de extrema importância a consciencialização para a síndrome, o que facilitará o diagnóstico, a referenciação precoce de doentes e uma melhor gestão da insuficiência cardíaca, diminuindo o peso da doença em Portugal.

Keywords
Heart failure, Epidemiology, Morbidity and mortality, Burden, 21st century, Portugal
Palavras-chave
Insuficiência cardíaca, Epidemiologia, Morbimortalidade, Peso da síndrome, Século XXI, Portugal

Metrics

  • Impact Factor: 1.195(2016)
  • SCImago Journal Rank (SJR):0,24
  • Source Normalized Impact per Paper (SNIP):0,398