Original Article
Assessment of cardiovascular risk and social framework of Cape Verdean university students studying in Portugal
Avaliação de risco cardiovascular e características socioeconómicas de uma comunidade de estudantes universitários de Cabo Verde a estudar em Portugal
Liliana Tavares, Conceição Calhau, Jorge Polónia,
Department of Medicine & Cintesis, Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Porto, Portugal
Received 26 April 2017, Accepted 13 September 2017
Abstract
Introduction

The migration of African populations to Europe poses problems of adaptation that may increase the risk of cardiovascular disease. We assessed the cardiovascular risk of Cape Verdean university students studying in Portugal (CV-PT) compared to Cape Verdean university students in Cape Verde (CV-CV) and to Caucasian university students in Portugal (PT-PT).

Methods

A cross-sectional study was performed comparing three university populations, 54-62% female, aged 19-28 years: CV-PT (n=104), CV-CV (n=100) and PT-PT (n=100). Anthropometric data, blood pressure (BP), pulse wave velocity (PWV), albuminuria and estimated 24-h urinary sodium excretion (UNa+) using the Kawasaki formula were measured.

Results

The CV-PT group had higher body mass index and sodium intake (UNa+: CV-PT 235±91, CV-CV 197±85, PT-PT 194±90 mmol/24h; p<0.001), more sedentary lifestyles and worse socioeconomic, integration and adaptation indices compared to CV-CV and PT-PT. CV-PT and CV-CV also had higher systolic BP (CV-PT 119±12mmHg, CV-CV 121±15mmHg, PT-PT 107±14mmHg; p<0.001), PWV (CV-PT 8.7±1.1, CV-CV 8.8±1.8, PT-PT 8.0±1.2 m/s; p<0.04), and albuminuria (CV-PT 13.0±34.1, CV-CV 9.2±21.2, PT-PT 5.7±6.4μg/mg creatinine; p<0.04).

Conclusion

Cape Verdean university students in Portugal (CV-PT) have higher albuminuria, BP and PWV values than PT-PT and CV-CV students, associated with less healthy lifestyles, higher cardiovascular risk and worse socioeconomic conditions. The higher cardiovascular risk in these African immigrants means that it is important to implement measures to address modifiable risk factors, to improve integration and to promote healthy lifestyles.

Resumo
Introdução

O fenómeno de migração de populações africanas para a Europa coloca problemas de adaptação que podem propiciar um aumento do risco cardiovascular (CVas). É numerosa a população de estudantes de Cabo Verde (CV) a estudar em universidades portuguesas. Pretendemos avaliar níveis de adaptação socioeconómica e parâmetros de risco cardiovascular de estudantes de CV a estudar em Portugal (CV-PT) comparativamente a seus equivalentes a viver em CV (CV-CV) e a estudantes portugueses em Portugal (PT-PT).

Métodos

Estudo transversal comparativo de três populações universitárias com 54-62% mulheres, entre 19-28 anos: CV-PT (n = 104), CV-CV (n = 100) e PT-PT (n = 100). Procedeu-se a avaliação clínica, da pressão arterial (PA, média de três registos), da velocidade da onda de pulso (PWV), da albuminuria (MA micg/mg creatinina) e da excreção urinária de sodium de 24h estimada pela fórmula de Kawasaki.

Resultados

A população CV-PT apresentou versus PT-PT e CV-CV piores índices socioeconómicos, de atividade física e de satisfação/integração e maior IMC, maior excreção urinária de sódio UNa+, CV-PT 235±91, CV-CV 197±85, PT-PT 194±90 mmol/24h (p = 0,001) e albuminuria, CV-PT 13,0±34,1, CV-CV 9,2±21,2, PT-PT 5,7±6,4 mcg/mg creatinina (p = 0,039). A população CV-PT apresentou versus PT-PT, PA sistólica mais elevada: CV-PT 119±12, CV-CV 121±15, PT-PT 107±14mmHg (p = 0,001) e maior rigidez aórtica, CV-PT 8,7±1,1, CV-CV 8,8±1,8, PT-PT 8,0±1,2 m/s (p = 0,038).

Conclusão

Os alunos cabo-verdianos a estudar em universidades portuguesas (CV-PT) apresentam alterações de marcadores de risco cardiovascular (PA, peso, rigidez aórtica e albuminuria) associados a estilos de vida, condições socioeconómicas e de integração piores do que os CV-CV e PT-PT. Esses achados impõem estratégias preventivas dirigidas à modificação das condições socioeconómicas e à promoção de estilos de vida saudável.

Keywords
Blood pressure, Ethnicity, Immigration, Hypertension, Salt intake, Albuminuria, Aortic stiffness, Socioeconomic conditions
Palavras-chave
Pressão arterial, Etnicidade, Imigração, Hipertensão, Consumo de sal, Albuminuria, Rigidez aórtica, Status socioeconómico

Metrics

  • Impact Factor: 0.827(2017)
  • 5-years Impact Factor: 0,775
  • SCImago Journal Rank (SJR):0,267
  • Source Normalized Impact per Paper (SNIP):0,419